Brasil
USA
Espanhol
Japão
França
Alemanha
Itália
Coréia

3. CAPÍTULO II - PELO MAR EM BUSCA DA UNIDADE NACIONAL

1. Foi assim ou quase assim ...

Elcio Rogerio Secomandi

  Coronel de Artilharia, veterano

  Professor Emérito da Universidade Católica de Santos

    “O maior assombro da nossa História é a unidade nacional”

         Foi assim ou quase assim que tudo começou na parte central de uma estreita e alongada planície outrora coberta pela Mata Atlântica, onde existem dois estreitos canais de navegação que se aproximam das “muralhas de pedras” da Serra do Mar.

      

Foi assim ou quase assim que as vilas de São   Vicente (1532) e de Santos (1540) surgiram em áreas protegidas pela natureza e longe das “vistas” do mar aberto e dos “fogos” dos canhões dos piratas e dos corsários (*1).

     Ao longo dos séculos XVI ao XVIII, outras “muralhas de pedras” – fortins, fortes, fortalezas – foram erguidas pelos colonizadores para proteger a primeira “cabeça de praia” (base militar em terra firme), edificada na Baía de Santos para dar apoio à conquista de novas terras “nunca dantes” exploradas.